toda e qualquer coisa

Salvação ou extensão do martírio

Posted in Cotidiano, Design, Tecnologia by Herbert on agosto 28, 2009

windows-7-logo

O Windows 7 está para chegar e fico pensando se haverá algum impacto positivo no meu cotidiano. Como usuário de Mac, o primeiro pensamento é “não”, mas ao parar para pensar um pouco mais, acredito num “talvez”.

Em primeiro lugar, eu realmente acredito ser bom a Microsoft lançar um produto melhor que seus antecessores (diferentemente do Vista). Digo melhor pelos comentários que vi em diversos lugares sobre pessoas que utilizaram as versões beta e de teste, que foram bem positivas. Está certo que vindo do Vista, não tinha muito como piorar a situação, mas enfim, vais ser bom ter uma competição mais acirrada com a Apple, que deu uma descansada nos louros e tem deixado a peteca cair em algumas situações, como no lançamento do Leopard muito atrasado e cheio de bugs, o que não era de se esperar de uma companhia que presa tanto pela qualidade.

Mas mais importante que isso, eu vejo o impacto que esse lançamento pode ter na vida dos designer, especialmente os de web. Como qualquer pessoa nesse meio, é mais que sabido que o Internet Explorer 6 – vulgo IE6 – é uma das piores mazelas da humanidade e deveria ser exterminado sem dó nem piedade. Até mesmo para o usuário comum, esse programa significa dor de cabeça, ainda mais para aqueles que não sabem que a vida poderia ser muito melhor se utilizassem uma das várias opções existentes. Mas afinal, no que a introdução do Win 7 poderia ajudar nesse assunto? Pois bem, tenhamos em mente que o IE6 é da geração do Windows XP e que todas as máquinas com o XP instalado têm como padrão o IE6, a não ser, é claro, que uma atualização tenha sido feita. No geral, o usuário comum fez essa atualização, pelo menos para o IE7, o que é um grande avanço, mas em ambientes empresariais a coisa é diferente. Não sei por que diabos, mas em empresas não é tão fácil fazer esse upgrade. Uma vez, um amigo programador me explicou que tem a ver com validação ou algo assim e que era um trabalhão e por isso que não era feito, só sei que não é feito e ponto.

Acontece que por conta disso, nós desgners temos que manter o suporte para o IE6 em nossos projetos, já que estatisticamente esse navegador continua relevante. E por infelicidade nossa, a Microsoft é do jeito que é e lançou o Vista, que tinha como navegador padrão o IE7, mas que é uma bela porcaria e ficou taxado como tal, o que desestimulou a maioria das pessoas e empresas de fazer a troca de sistema. Com isso, o XP e o IE6, ambos com perto de 10 anos de idade, continuam aí, atrasando o avanço.

Eis que então entra o Win 7 e o IE8 que o acompanha. Como a maioria das pessoas não fez o upgrade para o Vista, fica mais fácil se empolgar de trocar o XP pelo Win7. Caso isso venha a se concretizar, é possível imaginar que empresas também vejam com bons olhos essa troca e se livrem de vez do XP, conseqüentemente do IE6, vão para o Win7 e estaremos finalmente livres desse pepinaço.

Mas note que eu disse “talvez” e não “sim” para a questão do impacto positivo. Isso porque talvez troquemos apenas 6 por meia dúzia, já que mesmo sendo um navegador anos-luz à frente do IE6, o IE8 ainda está anos-luz de ser ideal, pois não é totalmente compativel com os padrões atuais e se não é nem isso, imagina daqui alguns anos? Será que teremos que esperar outra geração (ou duas) de sistema operacional da MS para podermos avançar novamente nos layouts de web? Espero que não. E infelizmente estamos falando de MS, que com seu retrospecto nada positivo no que diz respeito a qualidade e facilidade de uso de seus produtos, não me deixa muito esperançoso. Só torço para o pessoal de IT ter boa vontade e instalar de cara alguns outros navegadores, para que assim, pelo menos, não tenhamos que sofrem com validações para o IE8 nos anos vindouros.

Anúncios
Tagged with: , ,

Ajude a Internet

Posted in Design, Tecnologia by Herbert on julho 3, 2009
Firefox, Safari e Chrome

Firefox, Safari e Chrome

Muitos dos que utilizam a internet, mesmo de maneira intensa, muitas vezes não sabem como os browsers funcionam e acham que é tudo a mesma coisa. Ledo engano e o pior é que isso tem prejudicado a evolução da internet. Agora, alguém pode perguntar “Mas como assim?”, então deixe-me explicar. Creio que é claro que se entende que as páginas da internet não são enormes imagens que são carregadas quando se acessa o site. Elas são criadas a partir de uma série de informações, que também incluem imagens, que posicionam e formatam todas as informações que vemos. Fazer isso, apesar de mais complexo que usar apenas uma grande imagem, é também muito mais leve de carregar no navegador. E é aí que está o problema, mas antes é preciso falar sobre mais outro ponto antes de concluirmos.

A internet ainda é uma mídia nova e está em constante mudança. Mesma a sua própria estrutura não é estável, mas para ajudar a dar coerência a tudo que é feito, existe um esforço muito grande na criação de padrões. Acontece que esses padrões ainda estão evoluindo e o fazem com certa rapidez e os fabricantes dos navegadores tem que atualizar constantemente seus produtos para poder tirar proveito desses novos recursos que são padronizados. Só que essas atualizações não são iguais em todos os navegadores, pois cada um foi programado de uma maneira e por conta disso, reagem de maneiras diferentes aos códigos que constroem a internet. E infelizmente, alguns fazem questão de ignorar as padronizações (olhando para a Microsoft), tentando estabelecer os próprios padrões e para isso contam com o peso de sua massa gigantesca. É por isso que não é nada raro ouvir um webdesigner ou programador de web dizer que quer matar o Bill Gates, odeia o IE (Internet Explorer), etc.

Mas nem tudo está perdido! Existem no mercado várias outras opções de navegador que são invariavelmente mais rápidos, mais estáveis E (não “ou”) mais seguros que a opção da Microsoft. Para citar os mais comuns: Firefox, Safari, Crome. existem outros, como o Opera, que também são bons, só são desconhecidos. Todos eles podem ser baixados de graça, o que é ainda melhor!

E isso não acaba aqui, pois é o crescimento do uso desses outros navegadores que tem forçado a Microsoft a ceder cada vez mais e implementar melhor os padrões de web em seus navegadores mais novos. E a atualização dos navegadores utilizados vai permitir o uso de novas e melhores ferramentas e os sites ficarão mais rápidos de carregar e mais bonitos de se ver.

Por isso, vamos lá, dê preferência a navegadores mais novos, vamos tirar de circulação o IE6, que continua a assombrar a internet. Seguem alguns links para as melhores opções:

Firefox 3.5

Safari 4

Chrome –   ( só para PC)

Tagged with: